alimentos orgânicos 1

Alimentos Orgânicos: Tudo O Que Você Precisa Saber Para Reforçar Sua Saúde

Orgânicos: guia prático para sua saúde

Você sabe o que são os alimentos orgânicos? Para receber essa classificação, eles vão muito além dos naturais e precisam se encaixar em uma série de exigências.

A atenção que eles vêm recebendo ultimamente não é à toa: há benefícios reais em consumir esses produtos, quando o comparamos com os que não são produzidos seguindo as mesmas normas.

Neste artigo, vamos explicar melhor o conceito, quais são os tipos de alimentos orgânicos, a relação com transgênicos, os benefícios de consumi-los e os malefícios de ingerir agrotóxicos no longo prazo. O assunto é do seu interesse?

Então, continue conosco e saiba mais!

O que são alimentos orgânicos?

Os alimentos orgânicos são 100% cultivados e produzidos de maneira sustentável. Isso significa que eles são livres de fertilizantes artificiais, agrotóxicos, pesticidas, antibióticos, drogas veterinárias e outro tipo de produto químico que é prejudicial às pessoas e ao ecossistema local.

Detalhe que isso vale para os naturais, mas também para os produtos processados, ou seja, não são só os “in-natura” que podem receber essa classificação.

Então, o que é necessário para que um alimento seja considerado orgânico?

Para isso, deve-se garantir que todas as etapas, desde o plantio até o transporte, devem se enquadrar nas regras determinadas pelos órgãos responsáveis por conceder a Certificação Orgânica. Dessa forma, se o item é cultivado de forma totalmente natural, mas fuja das regras em apenas uma etapa, ele não será considerado como orgânico, mas sim como alimento natural.

Em resumo, para receber essa certificação é necessário:

Contar com uma composição de, pelo menos, 95% de ingredientes vindos da agricultura orgânica;
Se enquadrar na lei nº10.831, responsável por estabelecer as normas para a produção, embalagem, rotulagem e distribuição dos alimentos orgânicos;
Receber a Certificação Orgânica dos órgãos responsáveis.

Quais são os tipos de alimentos orgânicos?

Se você pensou que apenas frutas e verduras podem se encaixar como alimentos orgânicos, se enganou. Sucos, óleos, ovos, vinhos e até carnes recebem essa classificação — desde que obedeçam as regrinhas.

Portanto, na hora de ir às compras, preste mais atenção nas opções disponíveis para uma alimentação ainda mais saudável.

Alimentos orgânicos e naturais

Um alimento natural é aquele que não sofreu nenhuma etapa de industrialização. Isso significa que eles já saem da natureza e vão direto do mercado para a sua mesa. Dessa forma, você tem a tranquilidade de saber que ele não recebeu nenhum aditivo para deixá-lo mais saboroso ou com um visual mais atraente.

Entretanto, isso não significa que eles estão totalmente livres de produtos químicos no plantio e no cultivo, como os adubo e fertilizantes artificiais.

Dessa forma, nem sempre um produto natural será orgânico — mas o contrário sempre ocorre. Também é importante destacar que esses alimentos naturais, mesmo que tenham açúcares e gordura em sua composição em quantidades maiores, são mais saudáveis, uma vez que eles não passaram por algum processo na indústria.

Alimentos orgânicos e transgênicos

Transgênico é o nome que se dá a organismos que sofreram alguma alteração genética. Portanto, se algum alimento ou o animal teve seu DNA modificado em algum nível, ele passa a receber essa classificação. Por um lado, eles são vantajosos para quem os produz, visto que eles ficam mais resistentes a doenças, insetos e outras pragas.

Todavia, existe um debate muito grande a respeito dos malefícios que eles podem trazer para a nossa saúde, apesar de as consequências ainda não serem totalmente conhecidas e elucidadas.

Os riscos dos agrotóxicos para a saúde

Já que estamos falando sobre o uso de aditivos químicos no cultivo e na produção dos alimentos, não podemos deixar de falar dos agrotóxicos. Eles estão presentes nas nossas frutas, legumes e verduras e, em muitos casos, mais de um produto é utilizado.

Apesar de serem utilizados no controle de pragas, eles podem causar sérias intoxicações no nosso organismo, principalmente no longo prazo.

Entre as possíveis consequências, estão:

Dores de cabeça;
Diarreia e vômitos;
Dermatites (quando em contato com a pele);
Problemas neurológicos;
Problemas respiratórios;
Problemas metabólicos;
Doenças cardiovasculares;
Câncer.

Só por aí já dá para entender a importância que os alimentos orgânicos têm e como eles podem ajudar a preservar a nossa saúde, certo?

É por isso que existe a preocupação com a higienização correta dos produtos antes de consumi-los. Além de lavar, é necessário deixá-los de molho em soluções que podem ser até caseiras, utilizando bicarbonato e vinagre.

Nos casos em que o agrotóxico é superficial, concentrado na casca, esse cuidado ajuda a eliminar grande parte do produto.

Quais são os benefícios dos alimentos orgânicos?

Os benefícios dos alimentos orgânicos são vários e é por isso que eles têm ganhado um apelo cada vez maior no mundo todo. Entre os principais, podemos citar:

A diminuição da ingestão de produtos tóxicos;
A ingestão de alimentos que contém maior valor nutricional;
Consumo de alimentos livres de transgênicos;
Ajuda a preservar a saúde (visto que não têm a incidência de aditivos químicos e tóxicos).

Os benefícios dos alimentos orgânicos não são apenas individuais. Ao dar prioridade para esse tipo de produto, você também impacta outras pessoas e até os cuidados com a natureza. Sendo assim, eles ajudam com situações muitas vezes desconhecidas dos consumidores:

Diminuir o consumo de alimentos que tiveram contato com produtos químicos, como os agrotóxicos;
Proteger o ecossistema local;
Aumentar a adoção de rotinas sustentáveis;
Fortalecer pequenos produtores locais (que, na maioria dos casos, usam esse cultivo como principal fonte de sustento das famílias).

Agora você já sabe o que são alimentos orgânicos e como identificá-los na hora de fazer as compras. Apenas se lembre-se de verificar o selo da Certificação Orgânica, pois é ele que garante que aquele produto ali seguiu à risca as normas de cultivo, produção, embalagem e transporte até chegar ao mercado.

Gostou deste artigo? As informações contidas nele tiraram as suas dúvidas sobre o tema?

Aproveite para compartilhar o conteúdo em suas redes sociais e deixar que seus amigos também fiquem por dentro dos benefícios dos alimentos orgânicos!

Artigos indicados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.