pegadinhas da black friday 1

Dicas Práticas Para Você Não Cair Nas Pegadinhas Da Black Friday

Dicas para escapar das pegadinhas da Black Friday.

Se você deixou para aproveitar os descontos da Black Friday nesta quinta-feira (29/11) com o objetivo de comprar com as melhores ofertas é bom ficar de olho nas pegadinhas dessa data especial do comércio.

Vale lembrar que em outras edições muitos consumidores ficaram frustrados e com prejuízos no bolso por causa da chamada “black fraude”.

Para te ajudar na decisão, fizemos uma lista dos principais problemas relatados pelos consumidores nas últimas edições de Black Friday. E conversamos com o especialista, Felipe Brandão, secretário executivo da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico.

Confira algumas armadilhas mais tradicionais nessa época, e diga nos comentários se você já caiu alguma vez ou se conhece alguém que passou por essas situações.

Pegadinhas da chamada “black fraude”:

Falsos descontos;
Sites falsos com ofertas incríveis (existe uma lista do Procon de sites que foram alvos de reclamações dos consumidores);
Inserir dados sensíveis de pagamento em sites não protegidos;
Preços baixos, frete caro;
Aumento de preço antes com redução no dia da Black Friday;
Problemas de estoque: oferta maior do que a disponibilidade;
Produto entregue diferente do ofertado;
Site lento e instável;
Falta de suporte.

Veja nessa entrevista com o especialista da camara-net como evitar essas ciladas.

Empório Sem Álcool –  Sobre essas pegadinhas frequentes, como os consumidores devem fazer para escapar delas? 

Felipe Brandão – Nessa época do ano é extremamente comum vermos promoções mirabolantes, com preços que, apesar de soarem atrativos, podem custar caro para o consumidor, que deve estar sempre atento para se prevenir de eventuais fraudes. 

O consumidor deve pesquisar sobre a loja virtual ou marketplace em que se pretende fazer a compra, e verificar a idoneidade e reputação da empresa. Como principal sugestão, recomendamos que o consumidor observe se o determinado e-commerce disponibiliza suas informações cadastrais e formas de contato no site.

Empório Sem Álcool –  Como as lojas devem se comportar com boas práticas para aproveitar uma das melhores épocas do ano para vendas e vantagens aos consumidores?

Felipe Brandão –  É importante que os lojistas disponibilizem todas as informações sobre o produto a ser vendido e sobre as condições da venda de forma clara ao consumidor, para evitar prejuízos à reputação da loja.

Além disso, as lojas devem adequar todas as suas promoções, prazos, e condições da venda às disposições legais, em especial o Código de Defesa do Consumidor, para que não lesem de qualquer maneira os consumidores. Por fim, é essencial que os lojistas tenham boas práticas comerciais e atuem com base na boa-fé, garantindo um ambiente online saudável para a realização de negócios.

Empório Sem Álcool –  Se o consumidor se sentir prejudicado, quais canais de reclamação devem ser acionados?  

Felipe Brandão –  Sugerimos que, inicialmente, o consumidor prejudicado entre em contato com a loja para tentar solucionar o problema diretamente. Caso essa tentativa seja infrutífera, o consumidor pode acionar canais de solução de conflito como o www.consumidor.gov.br para fazer o intermédio entre o consumidor e as empresas.

Caso o problema não seja resolvido, ou caso determinada loja não esteja cadastrada em canais alternativos de solução de conflito, o consumidor deve procurar auxílio nos Órgãos de Defesa do Consumidor, a começar pelo PROCON, que trata administrativamente os casos. Caso nenhuma das medidas anteriores sejam suficientes para solucionar o problema, o consumidor pode recorrer ao Judiciário.

Lista de sites que devem ser evitados, segundo a Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon).

>> Veja aqui <<

Origem

A Black Friday (sexta-feira negra) tem origem nos Estados Unidos. É a data que inaugura a temporada de compras natalícias tendo como atrativos as grandes promoções, que podem passar de 50%. Para os consumidores brasileiros, a Black Friday começou em 2010 consolidando-se como a quinta data mais importante para o varejo.

O setor estima um aumento de 18% nas vendas que antecedem o Natal. A estimativa é de um faturamento de R$ 3,45 bilhões (com tíquete médio de R$ 340), maior do que os R$ 2,92 bilhões de 2018.

Entidades do setor como a Associação Brasileira do Comércio Eletrônico (ABComm) consideram que o consumidor e as marcas atingiram certa maturidade para lidar com as ofertas, e por isso as reclamações reduziram nos últimos anos.

Mas sempre é bom ficar de olho para não cair nas pegadinhas.

O Empório Sem Álcool acredita que a Black Friday é uma data para se valorizar os clientes com ofertas atrativas e boas práticas em atendimento, disponibilidade do produto ofertado e agilidade de entrega.

>>> APROVEITE NOSSOS DESCONTOS DE BLACK FRIDAY PARA VINHOS E CERVEJAS (SEM ÁLCOOL) >>>

Artigos indicados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.