Inseminação Artificial 1

Inseminação Artificial: Saiba Como Funciona

A vontade de gerar uma nova vida e iniciar uma família é parte do sonho de muitas mulheres, mas nem sempre a realização desse desejo é um processo fácil ou imediato. Em alguns casos, a maternidade não é alcançada de forma natural e a medicina atual oferece boas alternativas para alcançar esse objetivo, como é o caso da inseminação artificial.

O método que auxilia casais com dificuldades para engravidar não é novidade. O nascimento do primeiro bebê de proveta, ou seja, o primeiro gerado com auxílio da técnica, foi registrado na Inglaterra na década de 1970. Pouco depois, o procedimento também chegou aos consultórios do Brasil. 

Mas você sabe o que é inseminação artificial? Conhecida também como inseminação intrauterina, o procedimento é uma técnica de reprodução assistida para casais com problemas de fertilidade. Explicando de forma simplificada, o procedimento consiste na introdução de espermatozoides diretamente no útero com auxilio de um cateter. O processo é realizado no período fértil da mulher, facilitando o encontro com o óvulo e aumentando as chances de gestação.  

Como a inseminação artificial funciona?

É importante lembrar que a indicação do procedimento vai depender da avaliação médica. Um dos requisitos é que a mulher tenha ao menos uma trompa (tuba) uterina normal. Antes da realização da inseminação artificial, é feita a preparação do corpo da mulher para potencializar as chances de fecundação, como a utilização de hormônios para estimular o desenvolvimento folicular múltiplo. 

A evolução do crescimento dos folículos é acompanhada por meio de exames. Após atingirem o tamanho adequado, também é feita a indução da maturação dos óvulos, com a administração de injeção hormonal. 

A coleta do sêmen acontece algumas horas antes da inseminação. O tempo é necessário para a preparação dos espermatozoides em laboratório, que irá selecionar os que possuem maiores chances de fecundação. O sêmen é injetado no interior da cavidade uterina. Em geral, o teste de gravidez é realizado 14 dias após o procedimento. 

Quanto custa uma inseminação artificial?

Uma das grandes dúvidas em relação ao tema é em relação ao preço da inseminação artificial. O valor do procedimento pode oscilar bastante e leva em consideração fatores como a cidade e região da clínica escolhida para realizar a técnica. Em média, o preço da inseminação artificial pode variar de R$ 2.500 a R$ 3.500, sem os medicamentos inclusos. 

Qual é a diferença entre inseminação artificial e fertilização in vitro?

Há quem pense que inseminação artificial e fertilização in vitro são sinônimos. Apesar de ambos serem considerados procedimentos de reprodução assistida voltados para casais com dificuldades de fertilidade, os procedimentos utilizam técnicas diferentes. 

No caso da inseminação artificial, o processo de fertilização acontece dentro do corpo da mulher, sem a necessidade de retirada dos óvulos. Como já dito anteriormente, o sêmen previamente selecionado é injetado no interior da cavidade interina, facilitando o processo de fecundação. 

Já no caso da fertilização in vitro, o procedimento é outro. Todo o processo de fecundação do óvulo feminino pelos espermatozoides acontece fora do corpo da mulher. Dessa forma, a fertilização in vitro do embrião acontece em laboratório, e depois de fecundado, o óvulo é implantado no útero. 

Para quem é indicada a inseminação artificial?

A escolha da melhor método de fertilização é definida após avaliação médica, que utiliza uma série de critérios para a escolha. A idade materna é um dos itens analisados e, para a inseminação artificial, a indicação é que a mulher tenha idade inferior a 35 anos.

O procedimento pode ser indicado para mulheres que possuem algum tipo de problema no útero, como irregularidades na ovulação, no colo do útero ou se há presença de anticorpos que matam os espermatozoides antes da chegada ao óvulo. 

Homens que produzem poucos espermatozoides e tenham alterações leves ou moderadas comprovadas por exame (espermograma) também podem se beneficiar da técnica. A inseminação artificial pode ser uma boa alternativa também para homens que passaram por procedimentos, como vasectomia ou tratamentos quimioterápicos, e que tenham congelado o esperma para uma futura gestação.  

Quais as chances de engravidar por inseminação artificial?

A inseminação artificial é um procedimento considerado de baixa complexidade. A taxa de sucesso da técnica depende de fatores como a idade da mãe e a qualidade do espermatozoide. Em geral, as taxas de sucesso podem variar entre 25% e 35%, percentual acima dos 18% de chance de engravidar por vias naturais. 

Os profissionais da área recomendam aos casais que procurem um especialista em reprodução após 1 ano de tentativa de gestação sem sucesso. Caso a mulher tenha acima de 35 anos, a orientação é procurar auxilio antes deste período para aumentar as chances de sucesso. 

Artigos indicados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.